12/09/2019

Mais de cinco mil pessoas fazem passeios do Trem dos Vales

Municípios e secretário estadual do Turismo estão reunidos para viabilizar novas viagens do trem
O cenário encantador da Ferrovia do Trigo, entre Guaporé, Vespasiano Corrêa, Dois Lajeados e Muçum, ficou gravado na memória de muita gente. Mais de cinco mil pessoas participaram, nos dois últimos finais de semana (dias 31/08 e 1º/09 e 07/09 e 08/09) dos passeios do Trem dos Vales. Entre os passageiros, estava o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Rio Grande do Sul, Ruy Irigaray. A avaliação de Irigaray e dos idealizadores do projeto é extremante positiva. A meta agora é tornar o passeio definitivo.
O secretário definiu o passeio como maravilhoso. “É uma das passagens mais encantadoras do país. É muito importante termos um atrativo tão importante e tão viável. Se conseguirmos viabilizar roteiros todas as semanas, será um ganho gigante para o Estado”, avaliou.
Para o presidente da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), Leandro Arenhart, foi uma satisfação receber os mais de cinco mil turistas. “Nós, como entidade, estamos muito felizes com o resultado, com o número de pessoas que participou, mas, principalmente, com os relatos das pessoas. Eu caminhei nos vagões, conversei com as pessoas, e os relatos delas eram de alegria, de felicidade por estarem fazendo essa volta ao passado, tendo contato com este lugar único que é a ferrovia, inserido numa região espetacular de vales e montanhas, túneis e viadutos”, observa Arenhart, salientando que a Amturvales já está trabalhando para oferecer novos passeios.
O coordenador do projeto, Rafael Fontana, afirma que os oito passeios superaram as expectativas tanto de público como de satisfação do público. Ele destaca que mais de 60% de visitantes foram de fora da região e puderam conhecer outros atrativos turísticos, hotéis e restaurantes. “Isso demonstra o potencial que o trem tem como integração da região. Ele é um atrativo, que atrai visitantes para a região e aproveitam para desfrutar dos nossos serviços turísticos. Ou seja, ao mesmo tempo que o turista faz passeios de trem, ele também visita atrativos da região, restaurantes, pousadas, parques, cafés coloniais”.
Conforme Fontana, o trabalho para ter mais passeios já começou. “Já estamos trabalhando para que, no próximo ano, a região tenha mais passeios no formato dos que acabaram de ser realizados. Ainda será finalizado, até novembro, um projeto executivo que será encaminhado aos órgãos competentes para que o trem possa ser permanente na região a partir do final de 2020 e início de 2021”.
Para que o projeto Trem dos Vales pudesse realizar os oito primeiros passeios foi fundamental o apoio da Rumo Logística, bem como a parceria com a Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), além das prefeituras de Colinas, Dois Lajeados, Estrela, Guaporé, Muçum, Roca Sales e Vespasiano Corrêa.
BOX
“O turismo é a maior indústria do mundo”
A presença do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Rio Grande do Sul, Ruy Irigaray, nos passeios do Trem dos Vales é mais um apoio para levar o projeto adiante. “Vimos que todas as viagens tiveram lotação esgotada. Isso mostra o interesse das pessoas com esses passeios”.
Nesta quinta-feira (dia 12), o secretário estará em Guaporé e em Estrela, com representantes de 15 municípios de cidades próximas. “Temos uma parceria com as prefeituras e com a Amturvales para viabilizar esse projeto. Também buscamos agilizar os trâmites para essa liberação, conversando com os responsáveis pelo trem, com as associações, com a concessionária da ferrovia. O turismo é a maior indústria do mundo: gera renda e empregos de uma maneira muito rápida”, reforça o secretário.
Conforme Irigaray, com o andamento do projeto, não será só o trem que o Vale do Taquari vai ganhar, pois essa operação acarreta vários outros investimentos. “Um passeio que coloca mais de mil pessoas em um dia, obriga a cidade e os empresários a investirem em rotas, em bares, hotéis e restaurantes”, afirma o secretário.
BOX
Nos trilhos
Os primeiros oito passeios do Trem dos Vales, com roteiro pela Ferrovia do Trigo, foram entre os municípios de Guaporé e Muçum, passando por Vespasiano Corrêa e Dois Lajeados. Os turistas puderam contemplar as belezas naturais da região, além da arquitetura e cultura da colonização alemã e italiana. O trajeto tem 46 quilômetros e a duração do percurso é de 2 horas e 30 minutos.
Novas viagens do Trem dos Vales, percorrendo a Ferrovia do Trigo, devem ocorrer no próximo ano/Divulgação
Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Ruy Irigaray, participou de passeio no último fim de semana/Foto: Juremir Versetti
Rafael Fontana, secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Ruy Irigaray, e Leandro Arenhart/Foto: Juremir Versetti