18/12/2017

Primeira caminhada autoguiada da região

foto1 - Cópia

Marques de Souza – Cerca de 100 pessoas aproveitaram o domingo, que começou ensolarado, para desbravar as paisagens do Distrito de Tamanduá, na primeira caminhada autoguiada da região. O Caminhos de Tamanduá é um dos 40 trajetos que devem ser feitos no Vale do Taquari por meio de uma parceria do projeto Passeios na Colônia com a Associação de Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), Emater/RS-Ascar, e entidades privadas, até 2019. A inauguração ocorreu em frente à antiga igreja da IECLB, o ponto de partida da caminhada de 13,2 quilômetros. O encerramento ocorreu na ponte sobre o Arroio Tamanduá, na divisa com o município de Progresso.

O casal Rejane e Egon Kreling acordou cedo para mais uma caminhada. Eles contam que começaram por influência dos amigos e já colecionam momentos especiais de aproximadamente 20 caminhadas feitas pelas cidades da região.

Astor Kirsch também já participou de outros passeios e encontra no projeto uma atividade prazerosa de encontro com a natureza e oportunidade de fazer novos amigos. O roteiro atrai pessoas de todas as idades e de várias cidades, inclusive de outros estados. No domingo, havia grupos de municípios do Vale do Taquari, Porto Alegre, Canoas, Nova Prata, Santa Cruz do Sul, Garibaldi, Florianópolis e outros. Um trio veio de São Paulo visitar parentes na região e aproveitou para caminhar pelo interior e conhecer novos lugares na região.

O coordenador do projeto, Alício de Assunção, destaca que a iniciativa é uma forma de valorizar as riquezas locais, o turismo e os moradores da região, proporcionando roteiros atrativos e que possam ser feitos pelas pessoas em qualquer dia da semana e sem a necessidade de um guia acompanhante. O objetivo é criar trajetos que somem cerca de 500 quilômetros percorridos pelo Vale do Taquari.

Para Rafael Freitag, presidente da ONG Anda Brasil, a Confederação Brasileira de Caminhadas, é um privilégio poder participar da primeira caminhada autoguiada do Vale do Taquari e perceber a expansão deste tipo de atividades no país.

O presidente da Amturvales, Rafael Fontana, reforça o compromisso da associação em trabalhar para que toda a região tenha roteiros como o do Distrito de Tamanduá. “Sugestões se transformam em grandes projetos e tudo o que se faz com carinho dá certo. O Alício idealizou isso e percebemos a paixão que ele tem pela profissão e pela natureza. Temos muito orgulho de fazer parte desta história e deste primeiro passo”, afirma.

Passeio
O Caminhos de Tamanduá tem sinalização para orientar os caminhantes e pontos estratégicos de contemplação à natureza e empreendimentos para apreciar a gastronomia colonial e artesanato. Antes de iniciar a caminhada, os participantes podem degustar um café da colônia e, durante o passeio, há o plantio de mudas de árvores nativas. No domingo foi realizado almoço com shows da Orquestra Municipal de Marques de Souza e artistas convidados, no ginásio da localidade. A inauguração faz parte das comemorações do 22º aniversário de emancipação de Marques de Souza.

Saiba Mais
A caminhada autoguiada também marcou a centésima edição do projeto Passeios na Colônia, realizado há seis anos. Desde o início das atividades, cerca de 13 mil pessoas já participaram dos percursos em mais de 30 municípios da região.

Texto: NATALIA NISSEN/Facebook
Fotos: Divulgação